sexta-feira, 3 de abril de 2009

O caminho do rio

Viajando pelo caminho do sol
Observo seus belos olhos verdes
Levo comigo seu sorriso
Traz consigo sua loucura

Não imagino o frio da manhã
Apenas quero descobrir
Sentir sua pele branquinha
Ouvir e entender suas histórias

O rio da noite vem te acariciar
Vai até ti para brilhar
Mostrar sua beleza e levar suas saudades

Existe amor depois das árvores
Sua sombra no amanhecer diz tudo
Me faz crer nos sonhos mais distantes

2 comentários:

Raphael Rodrigues da Silveira disse...

Hum, quase um soneto again.

Aliás, quase todos aqui são pseudo-sonetos! (:

Dica: escreva algo bêbado. Vc pode ser mais poeta do que imagina!

:D

Zezão disse...

Tá da hr o site fio...um verdadeiro poenheteiro ! aheuh

xD